A. C. Alcanenense 3️⃣2️⃣ C. S. Marítimo
 Rachide |  Diego

Jogo a contar para a 1ª jornada da 2ª Nacional de juniores, que havia sido adiado, importantíssimo para a equipa colar no topo da tabela, vinda de dois empates a 1 golo e uma derrota por 3-0. Os jogadores mesmo com algum sofrimento e desconcentração à mistura foram capazes de traduzir a superioridade em golos mas nem sempre corresponderam.

Na primeira parte a equipa esteve desconcentrada e algo apática, e foi num momento de desconcentração que os madeirenses fizeram o 1-0 mas nem por isso a equipa despertou, o golo do empate através da cabeçada de Rachide com assistência do Miguel veio serenar um pouco a coisa. Mesmo assim a 1ª parte foi até ao 1-1 maioritariamente dominada pelos homens da Madeira.

Vinda a segunda parte alguma coisa tinha que mudar e mudou (!), na primeira jogada do segundo tempo, numa arrancada do Innocent pelo meio-campo adversário seguida de cruzamento, fífia da defesa com a bola a sobrar uma vez mais para o Rachide que só teve de encostar. A equipa moralizou bastante e pouco depois já voltava a faturar outra vez, recuperação de bola a meio-campo do Celso que meteu na profundidade a pedir a velocidade do Diego que em frente ao guarda-redes foi só desviar fazendo assim o 3-1.

O Marítimo na resposta reduziu para 3-2 e como uma “desgraça” nunca vem só ainda houve uma expulsão na nossa equipa, devido também diga-se de passagem por culpa do critério “abusivo”, digamos, do árbitro contra a nossa equipa, mas são outros pormenores, 15 minutos de loucos.

Com menos um a equipa continuava com algumas investidas e numa delas uma vez mais o Rachide a ganhar posição ao central com este a cometer penalty e a ser expulso, para mal dos nossos pecados não conseguimos converter a grande penalidade que daria mais tranquilidade à equipa. Depois foi sofrer até ao fim.

(TEXTO: Quinta Coluna)