O CD Fátima empatou (2-2) frente ao Torreense, num jogo em que a turma grená foi para o intervalo em vantagem (0- 2), porém, no segundo tempo os homens da casa mostraram ‘os dentes’ e acabaram por chegar à igualdade.

Os pupilos de Nuno Kata entraram muito bem na partida, todavia foi o Torreense que teve a primeira oportunidade de golo através de Rui Batalha. O Fátima não tardou em dar a resposta e, através de um livre batido por Miguel Pereira para o interior da área, a bola foi aliviada pela defensiva torreense e, na recarga, Wassim rematou rasteiro para o fundo da baliza (0-1).

Após o golo sofrido, o Torreense esteve perto de igualar a partida por intermédio de Hélio Vaz, mas sem sucesso. Na resposta, através de um pontapé de canto, Jefferson, de cabeça, levou a bola ao poste.

O Fátima continuava bem na partida e o segundo golo acabou por aparecer, quando Magique cruzou para a área e Jeka, de cabeça, aumentou a vantagem para 0-2.

O segundo tempo começou mais electrizante e foi novamente o Torreense que teve a primeira ocasião, desta vez com uma bola ao poste por parte de Hélio Vaz. Pouco depois, o golo da equipa da casa acabou por surgir: Hélio Vaz cruzou para o interior da área, Rui Batalha rematou de primeira contra a defensiva fatimense e, na recarga, Pedro Bonifácio fez o 1-2.

O Fátima sentiu o golo sofrido, o Torreense cresceu na partida e o segundo golo acabou por aparecer por intermédio de Rui Batalha. Estabelecido o empate, a partida ganhou ‘vida’ e o Fátima esteve perto de fazer logo o golo com um remate de Hamza, mas Danilson fez um corte ‘in-extremis’ perto da linha de golo. Na resposta, Rui Batalha rematou para defesa de Valério e, na recarga, Pedro Bonifácio rematou contra a defensiva fatimense.

A partida ficou muito equilibrada e, numa jogada de ataque dos homens da casa, André Perre foi derrubado no interior da área e o árbitro assinalou grande penalidade, porém Valério conseguiu defender o remate de Rui Batalha.

Com o passar do tempo o Fátima foi sentindo algumas dificuldades em impor o seu jogo, mas na baliza tinha Valério que estava numa tarde inspirada, executando belíssimas defesas que permitiram segurar o empate.

Do outro lado, já perto do apito final, Felipe Sousa teve nos pés uma boa oportunidade para dar a vitória ao Fátima, mas Nuno Hidalgo defendeu.

SCU TORREENSE              2
Nuno Hidalgo, Tomás Silva, Danilson, Ma chao (Leandro Morais, 80’), Fábio Santos, André Perre, Pataias, Bruno Simões (Camará, int.), Rui Batalha, Hélio Vaz e Bonifácio (Tomás Jorge, 86’).
Não utilizados: Marcelo Deodato, Ivo Dias, Rui Burgette e Zhang Cheng.
Treinador: Rui Narciso.

CD FÁTIMA        2
Valério Vimercati, Jefferson, Miguel Artur, Miguel Pereira, Yago (João Vítor, 70’), Siaka, Wassim, Zé Miguel (Hamza, 57’), Magique (Tiago Calila, 87’), Felipe Sousa e Jeka.
Não utilizados: Fábio Ferreira, Rui Rodrigues, Ricardo Oliveira e Miguel Neves.
Treinador: Nuno Kata.

Estádio Manuel Marques, Torres Vedras
Árbitro:
Fábio Pilo (AF Leiria)
Espectadores: 300.
Ao intervalo: 0-2.
Golos: 14’ Wassim (0-1), 38’ Jeka (0-2), 56’ Pedro Bonifácio (1-2), 65’ Rui Batalha (2-2).
Disciplina: Vermelho a Pataiais (90+2’). Amarelo a Magique (45’), Felipe Sousa (60’), Ricardo Oliveira (61’), Wassim (63’).

Texto e foto: Catarina Faria – Diário de Leiria