O Mação voltou a desperdiçar pontos em casa. Nos últimos três jogos foram já oito, algo impensável para quem pretende acabar, de vez, com o campeonato. Desta feita, a equipa de João Vitorino não passou do empate, no caso diante do Amiense, que estreou Jorge Peralta como treinador e acabou com uma série de sete derrotas seguidas fora de portas.

União de Tomar e Fazendense agradeceram. Os nabantinos, por exemplo, recuperaram de uma desvantagem de dois golos diante do União de Almeirim e venceram com um louco 4-3, resultado que teve essa cereja de os aproximar da liderança. Estão agora a cinco pontos, sendo que daqui a duas jornadas há um União de Tomar-Mação.

Também o Fazendense tem motivos para sorrir. Bateu a União Abrantina e está, agora, a sete pontos do comando.

Na luta pela manutenção, o pior… veio do Campeonato de Portugal. Se o Distrital terminasse hoje, desciam cinco equipas, ou seja, nem o décimo classificado se safa deste cenário terrível… mas possível. Os Empregados do Comércio voltaram a marcar passo – perdendo com o fantástico Ferreira do Zêzere – assim como o Riachense não fez mais do que empatar na recepção ao Ouriense. O Moçarriense, esse, perdeu em Samora, onde mora a equipa com a melhor série de vitórias da actualidade, no caso quatro. Por sua vez, em Torres Novas, a equipa de Nando Costa mostrou que está na luta pelo pódio: bateu o Cartaxo sem apelo nem agravo.

Resultados (19ª jornada):
U. Tomar-U. Almeirim, 4-3
Mação-Amiense, 0-0
Torres Novas-Cartaxo, 2-0
Samora Correia-Moçarriense, 3-2
Riachense-Ouriense, 1-1
Fazendense-U. Abrantina, 1-0
Empregados do Comércio-Ferreira do Zêzere, 1-3.

Texto: Rádio Hertz
Foto: O Riachense