Numa série de publicações efectuadas nas redes sociais, o Atlético Clube Alcanenense denuncia as condições precárias em que se encontra o Estádio Municipal Joaquim Maria Baptista, cuja gestão é da responsabilidade da autarquia local.

Embora as publicações sejam feitas numa página não oficial do clube e assumidas por Carlos Frazão, dirigente associativo conhecido por Pinto, o Atlético Clube Alcanenense tem partilhado todas as publicações na sua página oficial, assumindo assim a indignação.

Ao longo de 16 capítulos (até ao momento), Pinto denuncia o estado da fachada principal do Estádio, do relvado, da rede de água, do acesso ao campo, dos balneários, das cadeiras nas bancadas, da estrutura das bancadas, das casas de banho públicas, da lavandaria, da rouparia, da vedação e do posto médico.

Todas as publicações são acompanhadas por várias imagens onde se constata um retrato desolador com infra-estruturas danificadas, desgastadas pelo tempo, a necessitarem de obras urgentes e a revelarem uma manutenção praticamente inexistente.

Pinto, antigo director da Escola de Futebol do Concelho de Alcanena (EFCA), decidiu divulgar o estado das infra-estruturas do complexo “para que todos os sócios possam ver o que vai na alma de muita gente”. Numa declaração que serve de introdução às várias publicações começa por questionar os critérios que elegeram o município de Alcanena “amigo do desporto” e acusa o executivo de negar autocarro para as equipas se deslocarem, de recusar reuniões com o presidente do clube, José Torcato e, também, de não efectuar intervenções no Estádio.

Na opinião pública do concelho o assunto não é novo pois há muito que se debate o degradar constante das instalações do Estádio Municipal Joaquim Maria Baptista, com muitos alcanenenses a sentirem-se relegados para segundo plano, sendo comum a opinião de que outros clubes do concelho que jogam em divisões inferiores, como o Vitória Futebol Clube Mindense ou o Atlético Clube Recreativo Espinheirense, recebem mais apoios da Câmara Municipal de Alcanena.

Actualmente o Atlético Clube Alcanenense milita no campeonato nacional de seniores, sendo um dos três clubes do Ribatejo na divisão, a par do Coruchense e do Fátima. No entanto, a equipa da Capital da Pele é aquela que há mais tempo se encontra neste escalão sendo um dos mais bem-sucedidos clubes da região nos últimos anos, depois de atravessar uma grave crise financeira. Os juniores de Alcanena encontram-se a competir na primeira divisão nacional sendo, também, a equipa da região num patamar mais elevado neste escalão.

Contudo, este sucesso desportivo parece não ser acompanhado pelo investimento público o que fez com que a revolta dos sócios e do clube se tornasse, assim, visível na praça pública.

Para consultar aqui as imagens publicadas que atestam as más condições do Estádio Municipal Joaquim Maria Baptista.

Texto: Abarca.com.pt
Foto: Atletico Alcanena – Facebook