Chama-se João Valério, tem 20 anos, mede 1,91m (mais três centímetros que Ederson), joga no Coruchense e tem sido comparado com o guardião do Manchester City devido às suas características, nomeadamente ao seu pontapé forte capaz de assistir os colegas para golo, como já aconteceu esta época em três situações.

O jovem guarda-redes está a fazer a segunda época enquanto sénior e assumiu-se como o dono da baliza de Coruche, realizando todos os jogos no Campeonato e na Taça de Portugal, contabilizando um total de 17 partidas. Para além disto, conta com três assistências, sendo duas delas decisivas para a equipa conquistar pontos.

“Sinto-me orgulhoso e muito feliz com essa comparação, apesar de saber que há uma grande responsabilidade associada. Vejo o Ederson como um exemplo a seguir, é um jogador que já esteve no mesmo patamar que eu e que soube aproveitar as oportunidades que foram surgindo e hoje é uma referência nas balizas em todo o mundo”, contou quando questionado sobre a comparação com Ederson.

João Valério caracteriza-se por ser um guarda-redes concentrado, com garra, gosta de arriscar e acredita que esta sua aptidão advém de um trabalho constante. “Muita prática, treino e, naturalmente, alguma confiança. Esforço-me para que os 90 minutos em campo reflitam todo o meu trabalho e empenho diário”, rematou.

Na sua posição tem como referência o Neuer, no futebol em geral é fã de Cristiano Ronaldo. “O Neuer é um exemplo para mim devido à sua irreverência na baliza e pela forma como ele revolucionou esta posição e Cristiano Ronaldo pelo seu sucesso fruto de todo um processo de trabalho e superação”, referiu.

Relativamente à época no Coruchense o jovem jogador fez um balanço positivo. “Apesar de termos sido apontados como uma equipa jovem e pouco experiente nesta divisão estamos a surpreender! Temos vindo a trabalhar intensamente para melhorar a cada jogo, o que só tem sido possível com a dedicação de toda a equipa técnica e plantel, que está a aproveitar as nossas capacidades ao máximo”, disse.

O seu desempenho esta época tem deixado alguns clubes interessados, mas por enquanto está focado no Coruchense e pretende trabalhar todos os dias para vingar no mundo do futebol e se tornar profissional. “Propostas concretas não sei, porque é o meu empresário quem trata desses assuntos. Porém neste momento estou focado a 100% no Coruchense, no futuro veremos. Trabalho todos os dias para chegar o mais longe possível e fazer desta paixão profissão, aproveitando todas as minhas capacidades”, concluiu.