Nuno Carrapato, guarda-redes do Coruchense, ainda não sofreu qualquer golo e está sem sofrer golos à 270 minutos.

Este ano marcou o regresso de Carrapato à região, e decidiu “regressar ao Coruchense porque senti a vontade dos seus dirigente para que eu fizesse parte dum projecto do clube, é um clube pelo qual já tenho um carinho especial, estive na época anterior no clube durante dois meses e senti um clube com uma estrutura estavel,organizada e gerido por pessoas honestas e ambiciosas,um clube q pretendeu fazer um grupo familiar e coeso e eu sinto-m um privilegiado por fazer parte do Coruchense“.

Os objectivos do Coruchense nesta época passa por “encarar jogo a jogo com o máximo de empenho, sentirmos que honramos o clube e que lutamos pela vitória com qualquer adversário, respeitamos todos os clubes mas vams lutar sempre pelos três pontos, temos um caminho traçado e sabemos o que queremos e pra onde vamos,os objectivos no Coruchense são diários,so focados no nosso trabalho e acreditando em quem nos guia seremos mais fortes no futuro”, diz o jogador.

No próximo domingo, o Coruchense recebe o Fazendense.

Fonte: Oalmeirinense