André Luís será o treinador do GD Coruchense durante a próxima temporada. Após vários anos ao serviço do Cartaxo esta época o treinador, de apenas 33 anos, tem uma nova oportunidade para mostrar o seu valor.

Depois de uma excelente temporada ao serviço da equipa principal da capital do vinho, era inevitável que não surgissem convites, porém houve um que lhe despertou real interesse e acabou por dar o sim. “O que me levou a aceitar o convite, acima de tudo, foi o interesse que as pessoas do Coruchense demonstraram no meu trabalho e no que tinha feito no SL Cartaxo. Aliado a isso e não nego que a parte financeira foi importante, mas muito mais que isso foi a parte estrutural a nível de meios humanos que, na equipa do Cartaxo, era uma das grandes lacunas e no Coruchense é umas das grandes virtudes”, disse.

Relativamente à próxima época o jovem treinador assumiu que lutar pelo título de campeão distrital passa pelos seus planos. “Os objetivos passam a nível pessoal por continuar a minha evolução em quanto treinador, sabendo que irei estar perante um cenário diferente aos anos transatos e isso por si só obriga-nos a evoluir, lidar com situações diferentes e em diferentes contextos é aliciante. A nível de resultados desportivos o que procuramos é criar uma equipa forte que nos permita lutar pela vitória em todos os jogos e contra qualquer adversário, e conseguido isso logicamente que isso nos transportará para andar na luta pelo titulo de campeão e pela vitoria na taça, sabendo que temos que estar num nível alto para no final de ambas as provas sermos mais fortes que os nossos adversários”, referiu.

Quanto ao plantel ainda falta limar algumas arestas, contudo já começa a ganhar forma. “Já existem algumas renovações, outras estão numa fase bastante adiantada e existem também alguns reforços, como o é o caso do Rodrigo (ex-Emp. Comércio), Batista, Ricardo H., Barbosa, David, Cajarana (ex-SL Cartaxo) e o Joel (ex-Fazendense)”, contou.