Vanda Fonseca é a mulher que faz acontecer. Secretária do clube há 10 anos, é ela que, em dias de jogos em casa, vende bilhetes, e nos outros vê e-mails, trata da correspondência, marca alterações de jogos, faz as inscrições dos jogadores e trata da logística de jogos, como “pedir polícia, bombeiros e outras questões necessárias para que os jogos aconteçam”.

Quando é preciso, também ajuda no bar. Vanda Fonseca deixou de ser é a única da família envolvida no clube e também o filho mais novo se rendeu ao mundo do futebol. A par dele, muitas outras crianças e jovens se inscrevem, todos os anos, no Centro Desportivo de Fátima (CDF), um trabalho que a secretária tem analisado porque toda a documentação lhe passa pelas mãos. “Cada vez há mais crianças a quererem jogar no clube e cada vez mais novas”, disse, acrescentando que, actualmente, o clube conta com cerca de 350 atletas, a partir dos quatro anos até aos seniores. “A época ainda não terminou e já há pais que querem inscrever os filhos na formação”, conta.

O momento mais marcante por que passou nestes 10 anos aconteceu nos jogos do CDF contra o Futebol Clube do Porto e o Sporting Clube de Portugal. “Nunca tínhamos tido a presença de clubes da I Liga. Foram semanas muito agitadas, é uma realidade completamente diferente”, recorda.

Texto: José Roque e Bruna Santos – Diário De Leiria
Foto: Diário de Leiria