Em jogo a contar para a 9.ª jornada da Fase de Apuramento de Campeão – Zona Centro, do Campeonato Nacional de Iniciados, o Sport Lisboa e Cartaxo recebeu o Sporting, e ao contrário do que seria de prever não foi fácil a vitória do Sporting frente ao jovens cartaxenses, tendo a formação leonina apenas respirado de alívio quando Nuno Cardoso apontou o segundo golo já em período de compensação.

Os jovens do Cartaxo não se intimidaram com o maior poderio do Sporting e logo à passagem do sexto minuto estiveram muito perto de inaugurar o marcador, mas Guilherme Neves com uma excelente intervenção desviou para canto o remate de Miguel Sousa após excelente jogada conduzida pelo lado esquerdo pelo irrequieto Wilson Jesus, que foi um autêntico quebra-cabeças para a formação de Alvalade. Na sequência do canto Dinis Ferrador cabeceou ligeiramente por cima do travessão.

Continuava o Cartaxo a ser mais perigoso e aos 12’ esteve novamente próximo do golo através de um remate de Duarte Ferreira às malhas laterais.

Seguiu-se a reação dos leões que tiveram nos pé direito de Gonçalo Rodrigues a sua primeira oportunidade, desperdiçada à boca da baliza quando o guardião da casa já estava batido.

Pouco depois esteve novamente à vista o golo do Sporting, mas desta feita o remate de Rui Reis, que apareceu isolado, foi travado de forma brilhante por Manuel Varela.

Ao intervalo aceitava-se a igualdade, uma vez que ambas as formações desperdiçaram duas boas ocasiões de golo.

Após o recomeço foi preciso esperar apenas seis minutos para que a equipa de Pedro Venâncio se colocasse na frente do marcador. O capitão Rafael Fonseca rematou ao poste, sobrando a bola para o coração da área, onde apareceu Edson Ceita a rematar forte e colocado sem hipótese de defesa.

Reagiram os locais à desvantagem, e uma vez mais Wilson Jesus a rubricar uma bela jogada que culminou com um remate para a defesa apertada de Guilherme Neves.

O Sporting esteve próximo de ampliar a vantagem à passagem da uma hora de jogo mas o remate de Nuno Cardoso falhou o alvo por muito pouco.

A equipa do Cartaxo pressionou bastante nos instantes finais da partida, acreditando que era possível chegar ao empate, que só não aconteceu porque o guarda-redes da formação leonina com uma intervenção fenomenal negou o golo a José Pedro Cabrito quando este rematou já próximo da pequena área.

Quando já nada o fazia prever, o Sporting ampliou mesmo a vantagem graças a um golo de Nuno Cardoso que aproveitou o amortecimento de André Sabino para rematar cruzado para o fundo das redes.

Vitória justa da formação lisboeta perante o último classificado desta série mas que deixou uma boa imagem e que merecia apenas perder pela margem tangencial.

SL Cartaxo   0
Manuel Varela (Pedro Silva ao intervalo); Ricardo Barrela (José Azevedo 63’); Tomás Silva; Francisco Santos; Dinis Ferrador (cap.); João Ramalho; José Pedro Cabrito; Duarte Ferreira; Miguel Sousa (João Varanda ao intervalo); Vasco Martins (Tito Batista 58’) e Wilson Jesus.
Treinador: José Marcelino.

Sporting CP   2
Guilherme Neves; Simão Gonçalves (Gonçalo Mourão ao intervalo); Edgar Tavares; Carlos Silva; Rafael Fonseca (cap.); Edivan Pascoal; Félix Correia (Hevertton Santos 53’); Gonçalo Rodrigues (Nuno Cardoso ao intervalo); Rui Reis; João Araújo (André Sabino 53’) e Edson Ceita.
Treinador: Pedro Venâncio.

Estádio Municipal do Cartaxo
Árbitro: Fábio Piló (AF Leiria). Auxiliares: Bruno Vicente e Vasco Marques.
Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 Edson Ceita (41’); 2-0 Nuno Cardoso (70+2’).
Disciplina: Amarelo a Rafael Fonseca (32’), Vasco Martins (54’) e José Pedro Cabrito (70’).

Texto e foto: Comércio & Notícias