No dérbi da jornada, o Atl. Ouriense venceu o CD Fátima por 3-2 num jogo muito disputado a meio do terreno, onde até foi a turma visitante que predispôs de mais oportunidades, mas a formação da casa estava com a pontaria afinada e, nas poucas situações de perigo que teve, conseguiu fazer golo.

A partida começou muito bem disputada e logo nos primeiros instantes, Diogo com um remate à malha lateral deixou o perigo. Na resposta, Joaquim bateu o pontapé de canto e, Thomas nas alturas obrigou Toni a fazer uma excelente defesa.

Depois de um início de jogo intenso, com uma oportunidade para os dois lados, o Fátima foi crescendo e, apesar do equilíbrio, foi quem mais perigo criou junto da baliza dos homens da casa.

Um pouco contra a corrente da partida, através da cobrança de um pontapé de canto, Alex enviou a bola para o interior da área onde apareceu Marco que, de cabeça, inaugurou o marcador.

No segundo tempo o Ouriense voltou a entrar melhor e, novamente através de uma bola parada, Luís Lopes saltou mais alto que os seus adversários e, de cabeça, fez o 2-0.

Pouco depois a formação da casa conseguiu recuperar a bola no meio campo e lançou Dylan na frente que, depois do um para um, tentou cruzar, mas a bola desviou no defesa fatimense e acabou por trair Leo e entrou na baliza.

Na resposta, depois de uma boa iniciativa de Rafael, este isolou Lúzio que, de frente para o guarda-redes, rematou à figura.

Depois de algumas ameaças, através de um pontapé de canto, Joaquim enviou a bola para o interior da área que sofreu alguns ressaltos e acabou por chegar aos pés de Lúzio que, com toda a convicção, colocou a bola dentro da baliza.

A turma visitante, apesar de estar inferioridade numérica, continuou a acreditar que poderia tirar um resultado positivo e, novamente, de bola parada Joaquim colocou a bola na área que acabou por chegar a Alex que rematou para o fundo da baliza e fez o 3-2.

O Fátima ainda tentou chegar, pelo menos, ao empate, contudo a turma ouriense fechou-se muito bem e dificultou a vida aos pupilos de Tita que, ainda antes do apito final, se assustaram com o remate de Miguel Pereira que passou muito perto da baliza defendida por Leo.

Nota negativa para a equipa de arbitragem que teve alguns erros técnicos e disciplinares que acabaram por prejudicar o jogo.

Atl. Ouriense      3
Toni, Dylan (Dani, 90’), Serafim (António Martins, 84’), Luís Lopes, Gonçalo, Marco, Alex, João (Miguel Pereira, int.), Diogo (c), Guilherme Narciso, Gameiro.
Não utilizados: Caixinha, Pina, João Paulo e Hugo.
Treinador: Vítor Rodrigues.

CD Fátima   2
Leo, Thomas, Saraiva (c), Gonçalo, Tó, Rafael Santos (Afonso, 84’), Rafa, Moura (Sérgio, , Lúzio, Alex, Joaquim.
Não utilizados: Edu, Paulo, Diogo, Wilson e Miguel.
Treinador: Telmo Pinto.

Campo da Caridade, Ourém
Árbitro: Patrício. Auxiliares: Bernardo e Patrícia.
Espetadores: 250.
Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0 Marco (30’), 2-0 Luís Lopes (48’), 3-0 Dylan  (61’), 3-1 Lúzio (72’), 3-2 Alex (77’).
Disciplina: Vermelho a Rafa (75’); Amarelo a Saraiva (27’) Dylan (27’), Gameiro (69’), Marco (79’), Toni (83’), Gonçalo (88’), Alex (90’).

Texto: Catarina Faria
Foto: Maria Susana