O GD Benavente venceu, no passado sábado, o CD Fátima por 1-2 e impôs a primeira derrota à turma fatimense. Uma partida de sentido único onde foi a equipa da casa a dona do jogo, porém a formação de Benavente predispôs de uma eficácia elevadíssima e nas poucas oportunidades que teve conseguiu fazer golo.

O jogo começou muito disputado a meio campo, mas aos poucos o Fátima foi crescendo e conseguiu ter a primeira oportunidade na partida, quando Joaquim Batim cruzou para a área e, Alex, de cabeça, enviou o esférico por cima da baliza. Na resposta, Filipe Gaspar seguiu imparável até à área, passou praticamente por todo o meio campo grená e, de frente para o guarda-redes, não vacilou e inaugurou o marcador.

A equipa da casa não baixou os braços e foi à procura do golo do empate e, através da cobrança de um pontapé de canto Rafael Pereira saltou mais alto que os seus adversários e, de cabeça, voltou a enviar a bola por cima, deixando, assim, o aviso.

Até ao intervalo, várias foram as tentativas de criar perigo por parte da turma grená, contudo a boa organização defensiva por parte dos pupilos orientados pro Rogério Fernando dificultava a vida aos homens da casa.

O segundo tempo começou com a mesma toada, com a turma orientada por Telmo Pinto a assumir as rédeas da partida, mas sempre sem conseguir concretizar o tão desejado golo e, exemplo disso, foi quando Moura lançou Eduardo no interior da área e este rematou ao lado. Na resposta, Nuno Duarte seguiu ‘embalado’ no ataque e, na cara de Rui Simões, tentou fazer o chapéu, mas a bola saiu por cima.

O Fátima voltou à carga e, perto dos últimos 10′ finais, através de um lançamento lateral para área, depois de alguma confusão, a bola sobrou para Joaquim Batim que, com um belo remate, igualou o marcador.

A partida ganhou a sua graça após o golo, mas uma vez mais, era o Fátima que dominava a partida e, depois de uma excelente combinação entre Saraiva e Joaquim, este último rematou, mas a bola saiu muito por cima.

E como quem não marca sofre, já perto do apito final, na sequência de um pontapé de canto, Fred bateu forte para área onde apareceu Batista que, de cabeça, fez o 1-2.

Uma má exibição da equipa de arbitragem tanto a nível técnico como disciplinar que acabou por prejudicar o ritmo do jogo.

CD Fátima   1
Rui Simões, Rafael Pereira, Thomas, Saraiva (c), Serginho (Paulo, 64′), Rafael Sousa (Diogo, 83′), Moura, Eduardo, Alexandre, António Miguel (Gonçalo, 56′), Joaquim Batim.
Não utilizados: Wilson, João, Tommy, Miguel Reis.
Treinador: Telmo Pinto.

GD Benavente  2
Nicolau, Moço, António, Ricardo (c), Miguel, Saraiva, João Paulo (Duda, 75′), Filipe Gaspar (Bona, int.), Bento (Batista, int.), Nuno e Fred.
Não utilizados: Francisco Pereira, Rodrigo Galhardas, Pedro Dionísio, Francisco Murta.
Treinador: Rogério Fernando.

Campo João Paulo II, Fátima
Árbitro: Fernando Ferreira.   Auxiliares: Bernardo Fonseca e Patrício Pereira.
Espectadores: 150.
Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 Filipe Gaspar (10′), 1-1 Joaquim Batim (83′), 1-2 Batista (90+2′).
Disciplina: Amarelo a Filipe (18′), a António Pereira (46′), Fred (48′), Thomas (52′), Nuno (67′), Eduardo (85′) e Batista (90+1′).

Texto: Catarina Faria
Foto: Amália Vitoriano