Depois das derrotas na jornada passada, o Torreense e Rio Maior chegavam para este encontro com o orgulho ferido, contudo acabaram por não ir além de um empate (2-2). Uma partida onde o Rio Maior dominou do principio ao fim, mas que vacilou em alguns momentos e acabou por dar de ‘mão beijada’ os golos à turma de Torres Vedras.

A equipa da visitante entrou melhor e nos primeiros minutos conseguiu dominar a partida, onde predispôs de várias oportunidades, sendo que numa delas Marco Faria ,com um remate forte, levou a bola ao poste.

O jogo foi para intervalo empatado a zero e, na segunda parte a equipa de Rio Maior entrou novamente a dominar e logo no primeiros minutos podia ter marcado, mas como quem não marca sofre, eis que aos 10′, num atraso de bola do meio campo para o guarda-redes da turma visitante, o jogador da turma de Torres Vedras foi mais rápido e inaugurou o marcador.

Os homens orientados por Fábio Silva não baixaram os braços e, poucos minutos depois, num lance pelo flanco direito João Atela desmarcou-se e, na cara do guarda-redes, fez o golo do empate.

Parecia que os ‘leões’ iam dar a volta ao resultad, todavia, novamente, num erro defensivo os riomarenenses colocaram a bola nos pés do jogador da formação da casa que, de frente para a baliza, só teve de encostar.

A turma de Rio Maior foi à procura do golo do golo e, no tempo de compensação, numa jogada pela direita, a bola é cruzada para a área e, com infelicidade, o jovem da equipa da casa acabou por introduzir a bola na própria baliza..

Texto e foto: Orlando Marques