Numa partida ribatejana, no campeonato nacional de iniciados, o CADE recebeu e foi derrotado pelo Salvatarrense por 0-1. Uma partida equilibrada onde a sorte acabou por sorrir ao Salvaterrense que soube aproveitar melhor as oportunidades.

O primeiro tempo foi apático e sem grande história, onde não existiram grandes oportunidades de golo para ambas as partes e se assistiu a uma grande disputa de bola no meio campo.

Na segunda parte o CADE entrou melhor e até conseguiu criar várias oportunidade de golo, todavia numa jogada de contra-ataque da formação de Salvaterra de Magos Pedro Apolinário foi derrubado no interior da área e, o árbitro, sem dúvidas assinalou grande penalidade. Na conversão do castigo máximo, Guilherme Cardoso não facilitou e fez o 1-0.

Depois do golo a partida ficou mais ‘quente’, porém apesar das várias oportunidades, nenhuma das equipas conseguiu voltar a fazer o gosto ao pé.

CADE    0
Pedro Ferreira, Gonçalo Rosa, João Fonseca, Joao Duarte, Miguel Ferreira (Tomás Pereira), Miguel Silva, Simão Moita (Daniel Simões), André Silva, António Dias (Sandro Lourenço), Pedro Gouveia, (Luis Pacheco), João Nogueira (Rodrigo Pedro).
Não jogaram: João Silva, Bernardo Santos.
Treinador: António Pires e Abdoulaye Kaloga.

Salvaterrense   1
Gonçalo Moisés, João Ricardo (Pedro Apolinário) (Rafael Marques), João Maria, Francisco Jacinto, Afonso Vagarinho, Guilherme Cardoso, João Ramalho, Pedro Nortista, Luis Tiago (Afonso Caldeira), João Bernardo, Pedro Soares (João Guilherme).
Não jogaram: Rafael Fragata.
Treinador: Afonso dos Santos.

Complexo Desportivo do Entroncamento
Árbitros: Luis Cruz (AF Castelo Branco).    Auxiliares: Sérgio Paiva e Jorge Andrade.
Espectadores: 100.
Ao intervalo: 0-0.
Golos: 0-1 Guilherme Cardoso (63′).
Disciplina: Vermelho a Miguel Silva; Amarelo a António Dias e Gonçalo Rosa.

Texto e foto: Germano Badalo