Jogo que colocou frente-a-frente o 1.º classificado, CADE, e o último, F. Zêzere, no qual a formação visitante conseguiu vencer por 1-7.

O CADE entrou melhor na partida e dominou o primeiro tempo, perante um adversário algo inofensivo. E, foi sem grande surpresa que aos 3’ apareceu o primeiro golo: Leandro surgiu isolado na cara do guarda-redes e inaugurou o marcador.

As oportunidades continuavam a surgir e pouco depois, num lance tirado a papel químico do primeiro tento, Leandro Abreu bisou na partida. Os jovens do Entroncamento queriam mais e numa jogada de insistência por parte de João Catalão, a bola ressaltou no guarda-redes do CADE e entrou. Até ao intervalo o CADE voltou a marcar por intermédio de Guilherme Boavida numa boa combinação com Leandro Abreu.

A 2ª Parte começou com a mesma toada, todavia foi o F.Zêzere que reduziu a desvantagem, por André Maia, depois de uma falha de comunicação entre o defesa e o guarda-redes do CADE.

Continuaram a surgir muitas oportunidades para o lado da formação do Entroncamento e, aos 43’ surgiu mais um golo desta vez, a partir de uma infelicidade do defesa do F. Zêzere que acabou por introduzir a bola na própria baliza. Logo depois, Francisco Andrade através de um remate de fora da área acabou por aumentar a vantagem.

O resultado não iria ficar por aqui e, depois de uma excelente jogada de Tomás Sentieiro, este assistiu Francisco Andrade que de calcanhar fixou o resultado final.

F. do Zêzere         1

Henrique Oliveira, Diogo Guedes, Hélder Lopes, João Gomes, João Antunes, Francisco Sousa, Miguel Graça.

Suplentes: André Maia, Duarte Farinha, Rodrigo Reis, João Henriques, Rodrigo Duarte.

 

CADE A                7

João Correia, Guilherme Boavida, Francisco Bastos, João Catatão, Tomás Sentieiro, João Ferreira, Leandro Abreu.

Suplentes: Rafael Correia, Bruno Augusto, Francisco Andrade.

 

Campo Eng. Lopo de Carvalho, Ferreira do Zêzere

Ao intervalo: 0-4.

Golos: Leandro Abreu (3′ e 14′); João Catatão (19′); Guilherme Boavida (24′); André Maia (35’) Autogolo (43′); Francisco Andrade (45′ e 51′).

 

Texto: Ricardo Pereira